Foto
08/09/2017
BOMBA ATOMICA

A Reforma Trabalhista, recém aprovada, tem o poder de destruição da sociedade brasileira juntamente com os trabalhadores, muito maior do que a Bomba Atômica que os norte-coreanos pretendem jogar nos Estados Unidos, neste momento !

A despeito de muito se falar na bomba dos coreanos e agora também com o interesse dos empresários em explicar como vai funcionar a Nova Legislação Trabalhista, no lugar da CLT em vigor hoje 13.11.2017, nós trabalhadores temos o direito de nos informar direito a respeito de como, a partir dessa data em diante, teremos nossa mão de obra adquirida pelo patrão. Trabalho por hora, intermitente, terceirizado, sem férias, feriados e descanso semanal. Salario reduzido, sem poder reclamar seus direitos!

Não temos dúvida, serão mais de 50 milhões de trabalhadores a serem jogados na linha da pobreza com a aplicação da nova lei, trabalhadores que se juntam aos desempregados brasileiros que temos hoje, muitos sobrevivendo de “bicos”.

O desmonte da legislação trabalhista, dentre outras, faz parte do pacote de retrocessos defendido e efetivado pelo presidente da Republica, com apoio do Congresso Nacional, nossos Deputados Federais e Senadores.

Eles (os empresários) irão ofertar “vagas” para se trabalhar com contratos individuais por hora, com hora marcada que o trabalhador poderá levar uns 6 meses para completar 180 horas de trabalho. O salario será de acordo com as horas trabalhadas. O Banco de Horas e 12 x 36 que o STTHFI sempre lutou contra sua efetividade, agora estará liberado para que o empregador decida o mais conveniente para a empresa. A folha de pagamento será reduzidíssima para a empresa.

A legislação aprovada flexibilizou TUDO. Tudo pode. Tudo é possível, desde que aumentem os lucros do capitalista. Vamos trabalhar para esses capitalistas, alguns brasileiros, mas a maioria formada por chineses, coreanos, indianos, russos etc. Isso teve um preço e terá muitas consequências tristes para todos nós, trabalhadores e a grande maioria de nossa população.

Há tanta imoralidade contra o trabalhador, que o próprio Ministério Público Federal entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF, contra a lei aprovada, além de inúmeros protestos, mundo afora.

Estamos participando junto com os advogados trabalhistas, de Seminários e outros eventos, discutindo a nova lei, com Juizes do Trabalho, Procuradores do MPTb e grandes Juristas, para estabelecer uma linha de luta e combate dos sindicatos, contra essa nova legislação.

Trabalhador, é preciso que você não acredite que, simplesmente o fim da Contribuição Sindical será o fim dos sindicatos, (como foi colocado para vocês) teu sindicato, muito pelo contrario, será o renascimento para muitos, no Estado e País afora.

É importante que você nos procure, associe-se, e informe-se bem a respeito de seus direitos e aguarde, que poderemos estar realizando assembleias específicas da categoria, para esclarecimento sobre a insegurança jurídica (para ambos – empresa x trabalhador )  da lei, suas consequências, bem como nossa participação em movimentos, nacional de luta contra, uma lei desumana e escravagista, imposta pelo poder econômico!

                                  A Diretoria

Últimas Notícias
Notícia
15/12/2017

AMANHA, SÁBADO A GRANDE FINAL

Notícia
08/12/2017

Convenção Coletiva de Trabalho

Notícia
29/11/2017

Receita regulamenta contribuição de intermitente.

Notícia
24/11/2017

A taxa de subutilização da força de trabalho no país ficou praticamente estável no terceiro trimestre do ano, fechando em 23,9% do mercado de trabalho

Notícia
22/11/2017

REFORMA TRABALHISTA Lei 13.467/2017 – HOMOLOGAÇÕES