Foto
03/08/2018
Ausência de depósitos do FGTS autoriza Rescisão Indireta.

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho – TST condenou uma empresa de São Paulo (Santos Segurança Ltda.), ao pagamento das parcelas rescisórias decorrentes da dispensa imotivada a um vigilante. O atraso reiterado dos depósitos do FGTS praticados pela empresa deve ser considerado FALTA GRAVE, o que autoriza RESCISÃO INDIRETA do contrato de trabalho. “O empregado tem direito à disponibilização imediata dos valores, situação que evidencia a seriedade com que esses depósitos devem ser regularmente efetuados”. Por unanimidade a Turma deu provimento ao recurso, determinado a chamada “justa causa” (rescisão indireta) para a empresa.

Últimas Notícias
Notícia
17/10/2018

O pesquisador Aviv Ovadya explica quais serão as consequências do uso de tecnologias avançadas para a produção de mentiras espalhadas pelas redes sociais.

Notícia
10/10/2018

Os candidatos do PSDB Rogério Marinho, relator da reforma trabalhista na Câmara, e Ricardo Ferraço, relator da matéria no Senado, estão fora do Congresso Nacional para a próxima legislatura. Os dois tentavam a reeleição,

Notícia
08/10/2018

Neste último sábado tivemos mais uma rodada do campeonato de futebol suíço no STTHFI, o bom tempo ajudou e teve chuva de gols nos três horários.

Notícia
05/10/2018

ABERTURA DAS PISCINAS TEMPORADA 2018/2019

Notícia
03/10/2018

Ministério Público alerta que tentativas de empresários em alinhar escolha política própria com voto dos funcionários é violação trabalhista e será alvo de fiscalização e multa.